8 Passos para adaptação em academias


Adaptações em academias permitem a inclusão e a socialização para todas as pessoas. Hoje em dia, o empresário inteligente, desenvolve seu negócio para abranger o maior número possível de clientes.

Um negócio adaptado permite que o empreendimento englobe clientes que fazem parte de uma massa de quase 25 milhões de pessoas no país. Segundo o IBGE, existem no Brasil 13.655.99 pessoas com alguma deficiência fisíca que impossibilita ou limita sua movimentação, que necessite de atenção especial, isso sem contar as pessoas idosas, que chega a 23,5 milhões de pessoas (esse número vai quadruplicar até 2060), e convalescentes.

Permitir o acesso de pessoas nestas característica não só propicia um investimento real em aumento de ganhos, mas também repercute em ganhos na área social.

Uma academia adaptada permite que pessoas com alguma deficiência ou mobilidade reduzida sejam incluídas em atividades comuns e socializantes, mas que sem a Acessibilidade, não estaria ao seu alcance.

Disponibilizar, por exemplo, uma área de Spinning Bikes que seja adaptada, com os respectivos equipamentos, permite a integração de pessoas com deficiência e o aumento de sua qualidade de vida.

Uma prova disto é o Ciclismo Paralímpico.

Este esporte é indicado para atletas com paralisia cerebral, deficientes visuais e amputados, nas categorias feminina e masculina, individual ou por equipes, usando bicicletas adaptadas, que em vez de se pedalar com os pés, usa-se as mãos, (paralisados cerebrais, segundo o grau de lesão).

Um projeto de acessibilidade requer experiência e conhecimento prático das técnicas e normas, e um arquiteto que respeite a característica para desenvolvê-lo.

Os itens que devem ser considerados para adaptação de uma academia são:

1. Adequar a calçada em frente à academia;

2. Garantir o acesso ao interior do imóvel;

3. Interligar e eliminar todos os desníveis de todas as áreas de uso comum;

4. Adaptar o balcão de atendimento;